O Luis Sepúlveda conta as novidades da Lastlap Portugal

Com quase 20 anos de experiência no mercado português, a Lastlap Portugal renova o seu posicionamento e, no seguimento, apresenta a nova assinatura “Dare New Things”. O General Manager da agência de eventos e ativação de marca, Luis Sepúlveda, faz à Briefing um balanço e dá conhecer as novidades, entre elas a reformulação da equipa.

Quais as novidades da Lastlap Portugal? O Luis Sepúlveda explica

14 anos depois de ter aberto portas em Madrid, Portugal recebeu uma filial da empresa, em janeiro de 2005. No início, apenas duas pessoas estavam encarregues pelo trabalho no País, colaborando com marcas como a PlayStation e a Nike, clientes que se mantêm até hoje. É esta história sobre as origens da empresa que o responsável nos conta. “Desde 2005, que temos tido um crescimento muito sustentado e alavancado nos capitais próprios”, diz Luis Sepúlveda.

Na sua perspetiva, o que difere a Lastlap da sua concorrência é, por um lado, as pessoas que formam a equipa e, por outro, o cuidado e a atenção para com o cliente. A cultura familiar e o facto de entregarem “sempre algo acima do que foi proposto” são outros fatores que fazem com que esta agência seja um local que atrai os colaboradores e transmite confiança para o exterior, acrescenta.

Depois de, no ano passado, a organização atingir a maioridade, surge o momento de se reposicionar. O porta-voz revela que uma das razões para esta mudança é o facto de ainda ser muito associada à organização de eventos desportivos, apesar de esta tipologia de eventos representar menos de 10% do volume de negócio. Esta não é a primeira vez que há uma mudança de imagem, um vez que em 2012 e 2019 já foram feitas transformações. A diferença do rebranding atual é que este está focado na afirmação de que é uma “agência de eventos, especializada em eventos 360º, ativação de marca e eventos corporativos”.

Outra das novidades é a assinatura “Dare New Things”, que não pretende ser apenas uma frase de impacto, mas uma filosofia que reflete aquelas que são as práticas diárias desta instituição. “A equipa está alinhada ao nível da sua ambição de crescer e sabemos que para crescer temos de sair da nossa zona de conforto, temos de arriscar em fazer coisas novas e na forma de as fazermos”, explica.

Apesar de querer manter a sua identidade, esta mentalidade traz com ela algumas mudanças, continuando a ter o foco nas pessoas. Luis Sepúlveda menciona que, em 2023, foram feitas algumas contratações, bem como algumas alterações na equipa, “criando uma nova hierarquia e novas metodologias de trabalho”. “Com a introdução deste novo conceito, aliado às alterações que fomos fazendo ao longo do ano passado, isto traduz-se num novo modelo de trabalho que passa a estar baseado em três pontos fundamentais: Think, Dare, Inspire – que representam todo o processo de desenvolvimento, desde a criação de cada projeto até à sua implementação”. Esclarece ainda que os principais objetivos passam por “continuar a proporcionar experiências inesquecíveis a todos os envolvidos e maximizar o investimento do cliente”.

O setor dos eventos, sejam eles corporativos ou de ativação de marca, continua a crescer, sendo que em 2023 foram atingidos valores recorde, de acordo com as informações divulgadas pelo responsável. Em relação a planos para este ano, declara que o passado recente ensinou que, atualmente, é arriscado fazer muitas previsões e, por isso, a intenção é “transformar cada desafio numa oportunidade para inovar”.

Simão Raposo

Terça-feira, 30 Janeiro 2024 11:46


PUB