Opinião

Marketing digital: do perigo à oportunidade

A atual pandemia está a conduzir e a promover mudanças estruturais no marketing digital, na forma como as empresas comunicam, e, consequentemente, no comportamento dos consumidores.

quinta-feira, 21 maio 2020 11:00
Marketing digital: do perigo à oportunidade

 

O presente momento carece de estratégias inovadoras e de criação de novos conceitos no meio digital, não obstante, a presença e atuação na atualidade devem ser mantidas em regime de continuidade e consistência das ações, pois só desta forma será possível manter uma relação coesa com o público. Além deste fator, é necessário que a presença no digital vá ao encontro de uma estratégia bem definida, com o fim de não exagerar nas ações idealizadas.

Mais do que nunca, esta é a hora de pensar no futuro e em dinâmicas de inovação. É o momento de tirar os projetos da gaveta e fazer acontecer.

Vivemos o dia a dia focados em fazer as tarefas e entregar o proposto o mais rápido

possível, e deixamos para trás erros, estratégias mal definidas e processos mal

estruturados. Hoje, temos a oportunidade de encarar este tempo como uma

oportunidade e parar para pensar, e devemos, portanto, rever e fazer uma adaptação, para melhorar processos, porque, mais do que pensar no presente, é preciso projetar o futuro.

Nestes tempos de isolamento, a procura por canais digitais aumentou, tanto para as pessoas comuns como para as entidades, e muitas são as tendências que preveem aquilo que será o foco do marketing digital pós Covid-19:

- A importância da criação de conteúdo relevante passa a ganhar uma grande proporção na procura da relevância e pertinência do mesmo, que permitirá melhorar o alcance e notoriedade da empresa;

- A criação de bom conteúdo remete-nos para campanhas cada vez mais segmentadas para o público certo, de forma a que o investimento seja pensado e ponderado;

- O público é cada vez mais exigente e requer um tratamento personalizado, desta forma é necessário priorizar e focar uma estratégia para manter um bom relacionamento, de modo a suprir as suas necessidades.

Efetivamente, o comportamento do consumidor está a sofrer profundas mutações,

começam a existir novas necessidades, temos consumidores mais independentes, com mais tempo livre para aprender e criar, precisamos de adaptar as nossas estratégias com base nestes comportamentos de forma a ganhar mais confiança e interesse do público.

Precisamos de ser capazes de provocar uma mudança significativa no digital, de forma a acompanhar todas as transformações do novo paradigma.

 

Catarina Cruz, diretora de Marketing da Mbit

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing