Opinião

Estreitamento das relações humanas numa era cada vez mais digital

Indiscutivelmente a humanidade encontra-se num momento de profunda valorização do coletivo e de uma necessidade de proximidade inigualável. Hoje, mais do que nunca, as organizações querem estar integradas nas comunidades envolventes e numa busca incessante pela identificação e empatia com o seu público.

terça-feira, 12 janeiro 2021 11:13
Estreitamento das relações humanas numa era cada vez mais digital

 

Com o incremento da digitalização, as organizações e as suas pessoas procuram vínculos, “colas” que as unam progressivamente à concretização do seu propósito. Note-se que o desenvolvimento de relações estreitas com alguns produtos comerciais, por exemplo, é assente num processo de interligação que vai mais além do que o usufruto elementar, havendo uma tentativa clara de criação de laços afetivos e emocionais que produzam a necessidade de os termos perto de nós e à nossa disposição.

As gerações atuais são verdadeiras promotoras das marcas, adotando e assumindo como seus os valores mais estruturantes das mesmas. É como se a responsabilidade passasse a ser de todos, eliminando fronteiras de quem faz e de quem utiliza.

Mas, muito embora seja importante este envolvimento e esta estreita ligação com as comunidades, há uma linha muito ténue que pode rapidamente transformar-se em sentimentos menos positivos como insatisfação, ou mesmo revolta, se a organização agir de forma desalinhada ou incoerente com os ideais que preconiza.

Conscientes da importância deste paradigma, as marcas e as empresas defrontam-se com a elaboração de uma estratégia de comunicação complexa, que terá de ser construída com o objetivo de envolver o público, de forma certeira, diretamente com as questões a partir das quais quer ter uma presença influente e de destaque.

Encarar com assertividade os temas diários e incutir um sentido de pertença e responsabilidade poderá ser o mote para toda a gestão de uma marca.

Os projetos de sucesso da nova geração assentam numa estratégia digital inovadora, criativa e que aposta em soluções de fortalecimento da sociedade. Numa altura em que a afinidade com as marcas está diretamente ligada com a sua transparência e responsabilidade, a estratégia do uso inteligente de canais e de formatos é também um dos fatores fundamentais.

Os materiais visuais, as narrativas, as redes sociais, os vídeos, etc., têm de ser sempre cuidadosamente planeados para reproduzir com sucesso os conceitos sobre os quais as empresas se pretendem posicionar e a partir dos quais querem ser reconhecidas pelo seu público-alvo. Todos os conteúdos são, deveras, importantes para que a comunicação mantenha a coerência necessária com vista a não defraudar as expectativas de uma comunidade cada vez mais fiel e atenta, mas que não deixa de ser crítica e de emitir a sua opinião.

A planificação rigorosa da comunicação das marcas poderá dar resposta aos novos padrões dos consumidores, assentando a sua estratégia em princípios basilares de confiança e reciprocidade.

Daniela Agra, Diretora Estratégica do Brasil e Diretora da ATREVIA Porto

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing