Out of Office

#ProvamosEAprovamos… a “receita” do Páteo Velho

Quem passa pela Avenida Gago Coutinho, em Lisboa, não fica indiferente às imponentes vivendas que se perfilam de cada um dos lados. Uma delas, ao descer para o Areeiro, acolhe a Ordem dos Médicos e pode dizer-se que a fachada amarela com arquitetura clássica esconde um segredo gastronómico: o Páteo Velho, de Milá Veloso, e a sua proposta de comida de conforto.

sexta, 28 dezembro 2018 11:54
#ProvamosEAprovamos… a “receita” do Páteo Velho

 

É assim na carta de inverno que tivemos oportunidade de provar. Diz a proprietária – que também gere um espaço com o mesmo nome na região oeste – que o objetivo é “aquecer o coração nos dias quentes que se avizinham”.

E há muito por onde escolher. Nós que o digamos – não deixámos nada por experimentar, se bem que com a vantagem de a prova ter decorrido em formato finger food. E o que provámos, afinal? O clássico polvo à lagareiro com batatas a murro e grelos e bochecha de vitela estufada com vinho tinto sobre risotto de cogumelos, mas também – e esta é uma proposta vencedora, que nos desculpem as outras… – barriga de porco com estufado de favas e texturas de enchido.

 #ProvamosEAprovamos… a “receita” do Páteo Velho

O conforto também do peixe, mais concretamente, dos filetes de linguado frito com açorda de alho e coentros e das lascas de bacalhau da Islândia com broa e crocante de presunto em cama de esmagada de brócolos e batata a murro.

 #ProvamosEAprovamos… a “receita” do Páteo Velho

E não faltam opções ditas vegetarianas, que de alternativas não têm nada porque não lhes faz falta a carne nem o peixe: risotto de cogumelos trufados ou de legumes ou raviolli de legumes assados com molho de abóbora e queijo-creme.

O que não é alternativa é passar a sobremesa: para abrir o apetite, aqui ficam as propostas de petit gateau de caramelo com gelado de nata e crumble, de tarte de mousse com caramelo salgado, ou ainda banana caramelizada com crocante de amendoim e molho de caramelo salgado.

 #ProvamosEAprovamos… a “receita” do Páteo Velho

No último domingo de cada mês, há um cozido inovador, porquanto os produtos são típicos da zona oeste – leva pera rocha, marmelos e batata doce. Não provámos, mas promete…

A culpa é do chefe Beja, com experiência, que chegou ao Páteo Velho depois de passagens pelas cozinhas do Bica do Sapato e do Hotel Real Villa Itália. E que aplica na Ordem dos Médicos a receita do chefe José Mártires, que lidera a casa-mãe, em Alenquer: “gastronomia regional portuguesa com um toque de originalidade, criatividade e inovação, bem como uma especial atenção à pesquisa e aos pormenores”.

 

 #ProvamosEAprovamos… a “receita” do Páteo Velho

 

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing