Out of Office

#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

O Mercado de Campo de Ourique, em Lisboa, está mais recheado com a chegada do Hummusbar, um espaço onde – como o nome indica – o cremoso húmus do Médio Oriente é o prato número um. Tudo o que sai desta banca pode, e deve, ser partilhado, decerto que não faz mal à saúde.

sexta-feira, 08 março 2019 12:56
#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

Uri, israelita e fundador da cadeia, e Bence, natural de Budapeste, são sócios e escolheram Lisboa para abrir um Hummusbar. O grão-de-bico é o ingrediente base desta “receita”, e misturado com tahine – pasta de sésamo –, azeite, sumo de limão, alho e especiarias, resulta no saudável e cremoso húmus.

"Portugal tem muitos legumes frescos", diz Bence, que escolheu o País devido ao surf, oceano, à natureza e às montanhas. E considera que, em Lisboa, as pessoas "são muito terra a terra", como as naturais de Budapeste. 

Começámos por um shot de limonada caseira e uma salada de tabule, a qual combina pepino em cubos e tomates aromatizados, com bulgur, salsa fresca, cebola e hortelã. Existem três saladas na carta, e são ótimas para petiscar ou acompanhar um dos pratos.

Além dessa, experimentámos também a couve-flor frita com tahine. Sim, frita, com tahine e muito boa. É impossível dizer que não se gosta de couve-flor, quando cozinhada desta forma.

#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

 

#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

Depois, servido num tacho, chegou-nos a famosa shakshuka, uma especialidade nutritiva, com molho de tomate, pimento, cebola, especiarias e um ovo escalfado. Confessamos: provámos as duas (mais uma). A clássica; a clássica com queijo feta; e o húmus shakshuka – o “plus one”.

#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

 

#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

De entre as várias sanduíches de pita, optámos pela pita sabich, com fatias de beringela frita, acompanhadas por ovo cozido. Por falar em pita, o pão é artesanal, feito na Nina Bakery, em Israel, mas finalizado no forno do Hummusbar. Os sócios dizem que estão à procura de uma padaria portuguesa para o fazer.

#ProvamosEAprovamos as receitas do Hummusbar

Aqui, não interessa só o que se come, mas, também, como se come. Por isso, o pão pita deve ser mergulhado em todos os pratos, comido à mão e partilhado – palavra de fundador.

A cadeia húngara chega a Lisboa com 14 anos de história na bagagem. O primeiro Hummusbar abriu em Budapeste, em dezembro de 2005, pelas mãos de Uri, um israelita que emigrou para aquele país. A aventura seguiu pela Eslováquia, Bulgária, e, agora, Portugal, contando, ao todo, com 14 espaços.

Uma coisa é certa: #ProvamosEAprovamos.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Liga-te com o Coração

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing