Out of Office

#vamosascompras

Nesta montra, escrevemos com Bic em tons pastel, calçamos Skechers dos anos 90 e provamos o novo chocolate Jubileu. Damos ainda a conhecer a nova coleção da Kiko Milano, e a mais recente - e limitada - cerveja da Bohemia.

sexta, 20 setembro 2019 13:00
#vamosascompras

 

Setembro é sinónimo de regresso às rotinas, mas, para a Skechers, também significa “Back to the 90’s”. Depois de relançar os modelos chunky shoes, a marca apresenta, agora, mais um modelo de sapatilhas vintage, que remete aos ténis que se usavam na década de 90: Skechers Street Cleats.

Inspiradas na moda dessa altura, que oscilava entre o pop cool e o grunge mais decadente, e que ditava que tanto “betos” como “rebeldes” usassem ténis de tecido com sola branca, o mais recente modelo recupera “o melhor do calçado vintage”, reinventando-o em várias cores. São elas o preto, o vermelho, o rosa, o cinza e o amarelo, que se juntam à típica sola em plataforma e aos atacadores em branco.

vamos às 1

As cores e texturas retro dos anos dos anos 70 ganham uma versão contemporânea, com a nova coleção da Kiko Milano. Pop Revolution é nome de representa esta linha de produtos, descrita como “divertida, positiva e cheia de vida”.

Assim, a marca de cosméticos italiana pretende atualizar os looks vintage icónicos, mantendo as palettes de cores não convencionais e as linhas gráficas excêntricas, reinterpretando-as com as texturas e com as fórmulas inovadoras atuais.

A expressão “Baby, you’re glowing”, remete à maquilhagem dedicada ao rosto, à qual a Kiko Milano responde com os produtos Blurring Primer, Blender Kit, 2-in-1 Bronzer & Highlighter, Highlighter To Go e Blush To Go, todos com a assinatura “Pop Revolution”. E porque “its’s in the eyes”, a marca criou uma linha dedicada aos olhos, que vai desde os desmaquilhantes, às palettes, passando pelo eyeliner, pelo delineador de sobrancelhas, e por pincéis. Para os lábios, chega a Pop Revolution Lip Stylo, uma linha de batons que inclui, entre outras cores, “castanhos profundos e suaves para uma sensação verdadeiramente vintage”, e “magentas e corais para criar um maior impacto colorido”. 

Mas, há que ter mãos para uma Pop Revolution… Ou melhor, unhas. Por isso, a Kiko conta também com um Nail Recovery Base e um Nail Lacquer, com tons brilhantes.

vamos às 2

Azul celeste, roxo, turquesa, cor de rosa, verde lima: é com estas cores que a BIC quer tornar o regresso à rotina – seja esta aulas ou trabalho – mais agradável. A marca apostou em tons pastel, na renovação dos seus materiais de escrita.

É que, segundo a BIC, estas tonalidades não são apenas uma tendência, são também transmissoras de sensações como serenidade, harmonia, claridade, pureza e equilíbrio.

Assim, propõe que se escreva e sublinhe com marcadores e canetas as gamas Cristal Up, 4 Colours Fun, Highlighter Grip pastel, Intensity Fine e Cristal Fun.

vamos às 3

E por falar em cores, o cor-de-rosa chegou à Jubileu com a nova tablete de chocolate Ruby. Feita a partir de uma variedade de grãos de cacau encontrados em países como Brasil, Equador e Costa do Marfim, a mais recente aposta da marca Imperial é isenta de corantes, sendo a sua tonalidade rosada conseguida naturalmente.

O Jubileu Ruby apresenta-se com uma textura cremosa e um sabor que é, simultaneamente, doce e cítrico, características aprimoradas com a junção de flocos de framboesa, que intensificam o sabor frutado do chocolate. O resultado? Uma combinação “exótica e sofisticada”, diz a marca, que pode, inclusive, dar aso à criação de receitas de pastelaria.

Vamos às 5

Para os apreciadores de cerveja, em especial para os que preferem o estilo stout: há uma nova Bohemia Stout. Trata-se de uma edição especial e limitada, que a marca diz ter “um estilo inconfundível” e ser uma “verdadeira stout irlandesa”, com notas de café, aromas intensos a malte torrado.

A mestre cervejeira da marca, Teresa Sampaio, evidencia o ingrediente estrela desta cerveja: a cevada torrada, pois, diz, confere-lhe um aroma e um sabor que evocam memórias a café.

Assim, a cerveja escura, medianamente encorpada, em que a doçura do malte contrasta com o amargor das notas de café, e o aroma da cevada torrada sobressai – contribuindo para um perfil agridoce – fazem desta uma bebida “ideal” para acompanhar com queijos e sobremesas.  Aliás, a marca deixa uma sugestão: bebe-la a acompanhar de um pastel de nata, numa harmonização “perfeita e bem ao gosto português”.

vamos às 4

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing