Publicidade

Ser júri do Eurobest foi uma "experiência bárbara", diz Sérgio Valente

Ser júri do Eurobest foi uma "experiência bárbara", diz Sérgio Valente

Sérgio Valente, CEO da DDB Brasil e presidente do júri do Eurobest nas categorias Film, Print, Outdoor e Radio, considerou a sua passagem pelo festival como uma "experiência bárbara": "São muitas influências diferentes, é um desenho completamente novo e completamente diferente de tudo o que eu conheço, e isso foi bárbaro".

sexta-feira, 02 dezembro 2011 12:13


Terminado o Eurobest, Sérgio Valente confessa levar de volta para o Brasil muitas experiências novas: "Eu levo muita experiência para mim, para a minha vida pessoal, e aí consequentemente, o que eu posso dividir e que posso multiplicar no dia-a-dia das agências, da minha agência, da 'turma' que trabalha comigo", conta o CEO da DDB Brasil.

Comparando a experiência do Eurobest a um festival internacional russo onde foi júri, Valente considera "bárbara" a possibilidade de lidar com um festival tão criativo". Na sua opinião, o júri também recebe um prémio – as discussões. "E esse prémio eu levo-o para casa!", realça o profissional.

Tentando fazer um paralelismo entre o que se produz na Europa e o que se faz na América Latina, o profissional refere que "é muito difícil tratar a Europa como uma coisa só". "Na América Latina é possível encontrar um 'jeito' único mais latino, na Europa são muitas influências diferentes: a influência nórdica, a influência latina, a influência do Leste. São muitas influências diferentes, não dá para comparar...".

"Talvez o grande ponto da propaganda latina seja a paixão, é mais quente. A propaganda da Europa é um pouco mais cerebral", refere Sérgio Valente, ao Briefing.

Filipe Santa-Bárbara
Fonte: Briefing

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing