Publicidade

Fusão Omnicom/Publicis: “ambição e arrojo”, diz Luís Mergulhão

Fusão Omnicom/Publicis: “ambição e arrojo”, diz Luís Mergulhão

A fusão anunciada entre os grupos Omnicom e Publicis demonstra "mais uma vez a capacidade da Omnicom de delinear o futuro com ambição e arrojo", disse ao Briefing Luís Mergulhão, ceo do grupo em Portugal.

segunda, 29 julho 2013 10:52

 

Segundo o mesmo responsável "esta fusão permitirá que continuemos a manter a parceria com os nossos clientes de forma permanente e num processo permanente de criação de valor para as marcas com quem trabalhamos".

Mergulhão sublinhou que "não haverá qualquer alteração de imediato a nível regional e local, e cada uma das companhias da OMG continuará a trabalhar com o nível de qualidade a que as marcas e meios se habituaram".

A fusão entre a norte americana Omnicom e a francesa Publicis foi anunciada no domingo e vai criar a maior empresa de publicidade do mundo. Em comunicado, as duas agências dizem que se trata de uma "fusão entre iguais" que dará origem ao grupo Publicis Omnicom Group e compreenderá as diversas áreas onde cada uma das entidades já operava: publicidade, media, marketing, comunicação e serviços na área digital.

O novo grupo terá 130 mil empregados e o capital será detido em partes iguais pela Publicis e Omnicom. Os atuais presidentes-executivos assegurarão a liderança nos próximos 30 meses.

Segundo a AdAge, a sede oficial da empresa será na Holanda, um local "neutral e com vantagens fiscais". As operações serão coordenadas a partir de Paris e Nova Iorque. O novo grupo deverá ser cotado nas bolsas de Nova Iorque e Paris. O negócio estará formalmente concluído entre o final deste ano e o início de 2014, depois de obtidas as necessárias autorizações das autoridades reguladoras dos EUA e da União Europeia (UE).

Fonte: Briefing

segunda, 29 julho 2013 10:55

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing