Publicidade

CEO da Publicis admite saída em 2015

O CEO da Publicis, Maurice Lévy, admitiu na sexta-feira, em Cannes, que não continuará à frente do grupo depois de 2015, ano em que termina o seu atual mandato, noticia o The Wall Street Journal.

segunda, 23 junho 2014 12:04
CEO da Publicis admite saída em 2015

O falhanço da fusão entre a Publicis e a Omnicom abriu a questão da sucessão de Lévy, que está há três décadas à frente da agência francesa. Em 2010, os acionistas, sem nenhuma solução à vista, pediram a Levy para ficar mais cinco anos.

"Não penso que prolongar o meu mandato enquanto CEO seja a solução", disse o CEO durante uma entrevista concedida no Festival Internacional de Publicidade de Cannes, que terminou no sábado. Apesar desta opinião, Lévy, 72 anos, está disposto a manter-se num lugar que facilite a transição para um novo CEO.

O responsável da agência disse que o grupo está a trabalhar numa solução e que isso ficará decidido até ao final do ano.

Segundo o jornal, nos últimos anos a questão da sucessão tem preocupado os investidores. O grupo Publicis só teve dois CEO na sua história e Lévy transformou-o num player global da publicidade e criatividade

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing