Publicidade

Há um bem que não se vende: doa-se

Com o objetivo de aumentar a percentagem de dadores de sangue no Brasil a dupla de criativos Vinicius Sakamoto e Mateus Oliveira desenvolveu uma campanha de sensibilização diferente. O resultado foi a substituição da típica mensagem "Vende-se", colada nos vidros dos carros, pela palavra "Doa-se".

sexta-feira, 12 junho 2015 11:59
Há um bem que não se vende: doa-se

Ao chegar mais perto do anúncio, os mais curiosos percebem que se trata de um incentivo à campanha de doação de sangue, com contactos de hemocentros e hospitais.

Explicam os criativos que o grande desafio é levar as pessoas a doar sangue ou apenas a colaborar com a campanha, através da colagem da placa "Doa-se" no carro, com a devida identificação da instituição de saúde onde é possível proceder à doação.

Segundo a Fundação Pró-Sangue, menos de 2% da população brasileira é doadora de sangue. A percentagem recomendada pela Organização Mundial da Saúde situa-se entre os 5% e os 6%.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

Vídeo

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing