Publicidade

Unilever-JM foi o maior anunciante, a Vodafone a que mais investiu

A Unilever-JM, considerando todas as marcas grupo, foi o maior anunciante em 2015, responsável por 4% dos montantes a preços de tabela. Já a Vodafone foi a que mais investiu em publicidade. Os dados são da MediaMonitor, disponíveis na 14.ª edição do Anuário de Media e Publicidade da Marketest.

quarta, 23 março 2016 12:54
Unilever-JM foi o maior anunciante, a Vodafone a que mais investiu

Segundo os dados, o mercado publicitário teve uma evolução positiva em 2015, ao crescer 10% face ao ano anterior, considerando os valores a preços de tabela. O cinema, que é também o meio com menos expressão, foi aquele que mais cresceu face ao ano anterior (29%), seguido da internet (14%) e TV (11%). A TV absorveu 74% dos montantes a preços de tabela, seguida da imprensa com 9% e da internet com 8%.

Depois da Unilever-JM, está o Modelo continente, responsável por 3% dos montantes a preços de tabela, seguido pela Portugal Telecom, também com 3%.

A marca Vodafone foi a que mais investiu em publicidade, com 2,4% de share of voice, seguindo-se a MEO, com 2,1%, e o Continente, com 2,0%.

Nas agências, a Havas foi responsável por 8% do investimento, seguida da Fuel (7%) e da JWT (5%). Em conjunto, estas três agências foram responsáveis por 20% do total investido em publicidade ao longo do ano passado.

A MEC foi, pelo seu lado, foi a agência de meios que mais volume captou em 2015, representando 11% do total. Foi seguida pela OMD (10%) e pela Arena (10%).

A TV continua a ser o meio privilegiado pela maioria das marcas, e, segundo os dados, entre os 10 sectores que mais investiram em publicidade, a higiene do lar foi o que mais apostou em TV, que representou 96% das suas verbas. O sector de artigos e serviços recreativos foi o que deu maior peso à imprensa, para onde dirigiu 20% dos montantes. Já o sector bancário foi o que deu mais relevância à Internet e à rádio, para onde dirigiu respetivamente 27% e 9% dos montantes. Por sua vez, o sector das bebidas foi o que mais peso deu à publicidade exterior, que representou 9% dos investimentos publicitários.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing