Publicidade

O que procuram os jurados no Cannes Lions?

É o "mais relevante festival mundial que celebra a criatividade nas diversas áreas dos serviços de marketing e comunicação", foi assim que o CEO da Lift Consulting, Salvador da Cunha, descreveu o festival Cannes Lions. O elemento do júri de Public Relations foi o único a responder atempadamente ao convite da Briefing aos jurados portugueses em partilharem as suas expectativas.

sexta, 16 junho 2017 13:53
O que procuram os jurados no Cannes Lions?

"Os critérios estão a mudar". "Já não se avalia apenas a criatividade, muito útil para uma campanha de curto prazo, mas os efeitos que pode ter no médio longo prazo", explica o CEO da Lift Consulting sobre os critérios que valoriza para vencer na categoria de Public Relations. "A estratégia tem de assegurar que há efetivamente mudança de perceções em relação a uma empresa ou a uma marca e consequentemente mudança de atitudes por parte dos públicos alvo, ou Stakeholders. Ou seja, avalia-se por um lado o impacto da audiência, mas também o contributo para a reputação no médio longo prazo", acrescenta.

Como hoje em dia a criatividade faz "parte do 'coração'" do sector das relações públicas, o festival Cannes Lions ganhou outro relevo. "Cada vez mais, em todo o mundo, as campanhas integradas de comunicação, lideradas pela disciplina de relações públicas, onde os critérios estão sobretudo relacionados com audiência merecida, mudança de perceções e mudança de atitudes em relação às marcas, a criatividade é fundamental". Salvador da Cunha acrescenta que a criatividade "é o passaporte para o sucesso de qualquer campanha de relações públicas. E o Festival de Cannes, tendo entendido essa mudança de paradigma, tornou-se num dos grandes festivais mundiais também para o sector das relações públicas".

A nível pessoal, considera que ser júri numa das categorias do festival Cannes Lions é "inspirador" dado o carácter "abrangente" do evento e da hipótese de enriquecer o conhecimento. "Cada caso inspira ideias para estratégias que podemos propor a clientes. Cada conversa lateral, trás conhecimentos novos, novas culturas, novas abordagens", expõe o CEO da Lift Consulting. Já a nível nacional, o facto de existirem jurados portugueses é "muito prestigiante para Portugal" e Salvador da Cunha acredita ainda que "as agências portuguesas têm muito a ganhar com Cannes" pois, "a cultura dos prémios é uma cultura instalada a nível mundial e que serve de montra". "Em Portugal há excecional criatividade que não é mostrada ao mundo e com isso perdem as nossas agências, perdem os nossos quadros e perde o nosso país", conclui.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

sexta, 16 junho 2017 15:47

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing