Centromarca lança sexta edição do prémio ‘Jornalismo que Marca’

A Centromarca – Associação Portuguesa de Empresas de Produtos de Marca, que este ano celebra 30 anos de defesa das marcas, lança, pelo sexto ano consecutivo, o prémio ‘Jornalismo que Marca’ (PJQM). A distinção reconhece, como habitual, trabalhos jornalísticos que abordem temas importantes na área das marcas e da sua envolvente económica e social, com um prémio de 2.500€.
O prémio é atribuído aos jornalistas, detentores de carteira profissional, autores do melhor trabalho individual ou coletivo publicado durante o ano de 2023 num qualquer órgão de comunicação social ativo em Portugal. Podem ser submetidos a concurso trabalhos em qualquer formato – imprensa, rádio, televisão ou digital – que abordem aspetos relevantes para as marcas, o mercado ou o consumidor. O período de candidaturas está aberto até 15 de abril de 2024 e a entrega dos prémios será realizada no III Congresso das Marcas, organizado pela Centromarca, no dia 28 de maio.
Sobre esta edição do PJQM, Pedro Pimentel, diretor geral da Centromarca, diz que: “Numa altura em que o jornalismo enfrenta desafios sem precedentes, é fundamental reconhecer e apoiar os profissionais que diariamente desempenham um papel essencial na nossa democracia. O bom jornalismo deve ser celebrado e premiado, não só como forma de incentivar a sua continuidade, mas também como forma de reconhecer o trabalho árduo que realizam em prol da marca, do consumo e do mercado. São estes jornalistas que ajudam os consumidores a decisões livres e informadas e isso deve ser devidamente reconhecido e valorizado.”
Entre os jurados desta sexta edição do prémio ‘Jornalismo que Marca’ vão estar representantes do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), da Direção-Geral do Consumidor (DGC), da Associação Portuguesa das Agências de Publicidade, Comunicação e Marketing (APAP), da Associação Portuguesa dos Anunciantes (APAN), da Associação Portuguesa das Empresas de Conselho em Comunicação e Relações Públicas (APECOM), da DECO Proteste organização de defesa do Consumidor.
A presidir ao júri estará Ricardo Miranda, criativo e autor de livros de Branding, personalidade de reconhecido mérito na área das marcas, indicada pela Centromarca. O presidente do júri afirma: “As marcas, mais do que produtos ou serviços, são também histórias. Essas histórias precisam de bom jornalismo para ganharem vida e inspirarem o público. 2023 foi mais um ano de enorme complexidade económica e social, com grande impacto no consumidor e nas Marcas. Será interessante (re)ler e analisar os diversos ângulos escolhidos pelos jornalistas para fazer um retrato desta realidade.”
As candidaturas podem ser entregues pessoalmente, enviadas por correio ou submetidas através do endereço eletrónico premioJQM@centromarca.pt. O regulamento completo e a ficha de inscrição estão disponíveis online.
Na última edição, as jornalistas da Exame Margarida Vaqueiro Lopes e Cesaltina Pinto, foram as grandes vencedoras, distinguidas pelo artigo ‘As fénix renascem’.

Quarta-feira, 21 Fevereiro 2024 11:46


PUB