Imagem Rotator (1920x800)

Que liberdade para as marcas? Uma reflexão na B116

No mês em que, em Portugal, se celebra a liberdade, fomos saber o que move as marcas a adotarem causas, se há temas tabu e amarras publicitárias ou, se pelo contrária, as asas da criatividade e da comunicação se podem esticar à vontade. United Colors of Benneton, Dove e Gillette são três exemplos que têm alimentado a controvérsia e que dão testemunho das suas razões.

O que é gourmet é bom?

Foi este o desafio que lançámos a dois chefs do momento: Henrique Sá Pessoa e Kiko Martins, os mais recentes ocupantes do T2. Ambos rejeitam o conceito, desconstruindo-o numa conversa em que se falou também do mediatismo dos chefs e das novas responsabilidades a ele associados, nomeadamente na intervenção social, apoiando a produção nacional e promovendo a sustentabilidade. E onde se falou ainda de como aplicam, à carreira e aos restaurantes que assinam, as ferramentas do marketing.

 

As martech e o papel da tecnologia no marketing

Tiago Sousa, managing partner da Liminal

Vânia Silva

Diretora de Marketing e Comunicação da Marsh

Há Savage (by Olivier) no Petit Palais

Espaço pop up está aberto até ao final de maio

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing