A opinião de… Pedro de Goulart Mendes

A IA dá o mote do nosso aniversário. O diretor de Marketing e Comunicação da Secil aceitou o desafio de dar a sua visão sobre a implementação desta tecnologia no setor.

A opinião de... Pedro de Goulart Mendes

Estamos a viver uma época em que podemos testemunhar saltos tecnológicos verdadeiramente disruptivos e a uma velocidade alucinante. Ainda me recordo de ver um telex em pleno funcionamento, com as suas fitas perfuradas e agora discutimos a implementação da inteligência artificial (IA) no nosso dia a dia, que, na minha opinião, é a maior disrupção de impacto mundial e transversal desde a democratização da internet e do e-mail na década de 90.

A IA vem revolucionar a forma como trabalhamos, podendo substituir a mão humana nas tarefas analíticas e mais rotineiras, permitindo um foco maior à componente estratégica do negócio e ajudando a tomar melhores decisões, baseadas em potentes motores de análise. Esta evolução resulta em elevados ganhos de eficiência e produtividade para o negócio.

Na área de Marketing, partilhando apenas alguns exemplos, com IA é possível uma monitorização constante do mercado, comportamento do consumidor, concorrência e uma imediata incorporação dos respetivos insights na estratégia de marketing, tornando-a uma ferramenta sempre atualizada. Também ao nível do CRM, a customização da interação sai beneficiada pela facilidade de criação de conteúdo personalizado para cada cliente. Na criatividade e no digital também chegámos a um novo patamar com a possibilidade de desenvolvimento em segundos de imagens e vídeos únicos, assim como novos websites ou app’s.

Claro que, como qualquer salto tecnológico, a IA traz consigo alguns receios (como poder tornar obsoletos milhões de postos de trabalho – apesar de criar outros tantos) e desafios (qualidade dos dados, discriminação ou biases involuntários, perda de autenticidade e de toque humano, preparação das empresas e lideranças, …). 

O mais importante é assumirmos, sem receios, que a IA é uma realidade inevitável, que irá funcionar como um acelerador do nosso negócio a todos os níveis e que devemos entender como nos poderá ajudar a aumentar a nossa eficiência e produtividade – “não tentemos parar a onda, aprendamos a surfá-la”.

Nota: este texto foi gerado por uma ferramenta de Inteligência Artificial. Na verdade, não foi, mas poderia ter sido 🙂

Pedro de Goulart Mendes, diretor de Marketing e Comunicação da Secil

Segunda-feira, 30 Outubro 2023 11:27


PUB